O incentivo ao empresariamento da educação através das políticas públicas educacionais brasileiras

O pano de fundo para a análise das políticas públicas educacionais faz-se a partir da observação de como os processos de organização do trabalho derivam da lógica do modo de produção capitalista

O pano de fundo para a análise das políticas públicas educacionais faz-se a partir da observação de como os processos de organização do trabalho derivam da lógica do modo de produção capitalista. Desta forma foram identificados o direcionamento desta logicidade em que o capital busca padronizar conceitos, objetivos, valores e ideias. Essa padronização afeta a cultura da sociedade.

Através da educação são reforçados os padrões justificados pelo capital. Como exemplo, são identificados no atual Plano Nacional de Educação, PNE, (2014 – 2024), na   Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e na reforma do Ensino Médio Lei nº 13.415/2017 políticas planejadas pelo estado nacional e seus desdobramentos impactando nas ações sistêmicas dos demais níveis de governança, evidenciando o avanço da desigualdade social na área educacional, ampliando um fosso cada vez maior entre as instituições públicas e privadas.

Tags:, , , ,